EMGD

Geração distribuída

Para o seu comércio

Para a sua padaria

Para a sua fábrica

Para o seu condomínio

A energia do futuro

Nosso diretor controller, André Sallum, explica no vídeo as principais dúvidas sobre esse sistema que revolucionou o modo de se consumir energia e economizar.

Um pouco mais

Geração distribuída é o nome dado a toda produção de energia realizada em sistemas elétricos próximos ou até mesmo na própria unidade consumidora (casas, empresas e indústrias). A geração distribuída geralmente está associada a fontes renováveis como a energia solar e eólica, contribuindo para um planeta mais sustentável.

No Brasil, o Artigo 14º do Decreto Lei nº 5.163 de 2004 considera a “geração distribuída de energia elétrica proveniente de agentes concessionários, permissionários ou autorizados, conectados diretamente no sistema elétrico de distribuição do comprador, exceto aquela proveniente de:

  • I – hidrelétrico com capacidade instalada superior a 30 MW; e
  • II – termelétrico, inclusive de cogeração, com eficiência energética inferior a 75%.”

Oito anos após esse artigo, foi criada a Resolução Normativa 482 que estabeleceu a atual regulamentação para a integração da geração distribuída na matriz energética brasileira, com as seguintes definições:

  • Microgeração distribuída: Sistemas de geração de energia renovável ou cogeração qualificada conectados à rede com potência até 75 kW;
  • Minigeração distribuída: Sistemas de geração de energia renovável ou cogeração qualificada conectados à rede com potência superior a 75 kW e inferior a 5 MW.
A geração compartilhada é uma modalidade da geração distribuída que possibilita que duas ou mais pessoas, físicas ou jurídicas, compartilhem a energia proveniente de um mesmo sistema gerador. Para isso basta que elas estejam em locais atendidos pela mesma distribuidora.
Com a geração distribuída, o consumo de cada pessoa ou empresa pode ser compensado pela energia produzida local ou remotamente, gerando economia em sua conta de luz. A geração própria além de ser renovável, traz uma alternativa de energia mais barata.
Prossumidor é a combinação das palavras “produtor” e “consumidor” e define uma dinâmica de subsistência, ou seja, quando se consume aquilo que se produz. No sistema de geração distribuída, o consumidor passar a ser também o produtor de sua energia e, portanto, pode ser chamado prossumidor.